quarta-feira, 12 de junho de 2013

15 gramas de carboidrato é bom, muito, ou pouco para resolver uma hipoglicemia?

Depende.

Desde que comecei a contar carboidratos para manter a glicemia estável, segui as recomendações médicas e orientações gerais em diabetes para, no caso de uma hipoglicemia, consumir 15 gramas de carboidrato e, se não resolvesse depois de 15 minutos, consumir mais 15 gramas de carboidrato. Isso fucionou bem até eu começar a usar a bomba de infusão de insulina.

Há um ano fazendo uso da bomba de insulina, desde junho de 2012, comecei a perceber que em alguns casos, 15 gramas de carboidrato faziam a glicemia subir demais (geralmente na parte da manhã), e em outros, as mesmas 15 gramas não surtiam qualquer efeito (geralmente na parte da noite).

Comparando as doses basais e a razão insulina/carboidrato (quantas gramas de carboidrato "queima" uma dose de insulina) com esses efeitos das 15 gramas de carboidrato, reparei que nos horários da manhã, em que a minha basal é mais alta (0,7/hora) e a razão insulina/carboidrato menor (13g para 1 dose de insulina), as 15 gramas de carboidrato representam uma quantidade maior do que a necessária para resolver uma hipoglicemia. Na parte da noite, ao contrário, em que a dose basal é menor (0,35/hora) e a razão insulina/carboidrato maior (18g para uma dose de insulina), as 15 gramas são insuficientes para resolver a hipoglicemia.

Conversando com o meu endocrinologista sobre o assunto, ele me explicou que, além da diferença de necessidade de insulina que o meu corpo apresenta durante os vários períodos do dia, durante a noite, o corpo libera um grupo de hormônios conhecidos como contra-reguladores, que são adrenalina, glucagon, cortisol e GH (hormônio do crescimento). Estes hormônios estimulam a liberação de glicose pelo fígado e suprimem a atividade da insulina, causando aumento nas glicemias pela manhã. Daí, quando ocorre uma hipoglicemia pela manhã, esses hormônios já estão presentes no meu corpo e, portanto, preciso de uma quantidade menor de carboidratos para regularizar a glicemia.

Assim, comecei a regular a quantidade de carboidratos necessária para resolver uma hipoglicemia da seguinte forma: verifico o período do dia, a basal e o fator de sensibilidade. Para os meus padrões, na parte da manhã uso 10 gramas de carboidrato; na parte da tarde, 15 gramas; e na parte da noite, entre 20 e 30 gramas. Assim, minha glicemia não sobe depois da hipo, e também não continua caindo depois de 15 minutos na parte da noite.

Ainda, considerando que todas essas informações às vezes tornam-se difíceis de acessar por uma pessoa com hipoglicemia, com leve confusão mental, meu marido tem me ajudado a controlar as doses de carboidrato para resolver as hipoglicemias.

Observação: esse padrão que estabeleci pra mim considera uma hipoglicemia de até 60mg/dl. Abaixo desse valor, dobro a dose de carboidratos do horário. O mesmo faço quando a hipoglicemia ocorre após o consumo de álcool, que inibe a síntese de glicose pelo corpo.

Nenhum comentário: