quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Direito à participação na saúde na Revista Vida Saudável e Diabetes

Quando eu era pequena, gostava de ler uma revista infantil que trazia contos em forma de poesia. Acordava aos domingos e corria até a banca de jornais perto da minha casa para comprar a revista, e a devorava em poucas horas.

Revivi essa sensação de entusiasmo ao conhecer a Revista Vida Saudável e Diabetes, que tem um conteúdo totalmente direcionado para o universo das pessoas com diabetes. A principal proposta da publicação é abordar o tema de forma clara e direta, sempre trazendo assuntos relacionados à disfunção e ao dia a dia dos portadores. Os leitores encontram em cada edição as principais novidades em pesquisas e tratamentos, além de matérias especiais que enfocam qualidade de vida, comportamento, bem-estar, dicas, entrevistas com profissionais da área e diversas sugestões de receitas para serem preparadas em casa.

Além de difundir informações de qualidade sobre diabetes - o que costuma ser um problema em publicações jornalísticas, que não raro contribuem para a desinformação e preconceito contra portadores da doença - a revista debate o sistema público de saúde de forma propositiva, sem tender para a oferta do sistema privado como solução para os problemas do SUS. E também traz histórias de pessoas que buscam o direito à saúde, servindo como ferramenta de luta pela cidadania.

Na edição número 32, somando-se à esclarecedora matéria sobre os cuidados e tratamentos para pessoas com diabetes acometidas por dengue e à entrevista com a coordenadora do departamento de Saúde Pública da Sociedade Brasileira de Diabetes sobre a eficácia dos análogos de insulina, entre outras, na seção ponto de vista a revista debate a participação na saúde como direito de todos.

Em um trecho do texto que escrevi, aceito para publicação pela editora Letícia Martins, a Rede HumanizaSUS é citada como exemplo de espaço que contribui para a efetivação da diretriz constitucional de participação da comunidade na saúde (artigo 198, III, CF).


Em tempos de "grande mídia" (patrocinada por planos de saúde) que reporta apenas as piores mazelas do sistema público, encontrar uma revista que se propõe a mostrar o "SUS que dá certo" e ainda contribuir com a difusão do direito à participação na saúde é realmente animador! Uma busca bastante difícil - como retornar à infância para ler poesia em revistas - para leitores que valorizam o sistema público de saúde, mas possível em função do compromisso democrático dos integrantes da equipe editorial e jornalística da revista em tornar o país melhor e mais justo, para todas as pessoas.





Nenhum comentário: